Barulho Demais

Hoje, domingo, saí para dar uma boa caminhada à beira bar. Aqui em Florianópolis temos um bom espaço para isto – basta tomar cuidado para não pisar em algum resíduo canino. Em um dos estacionamentos havia um evento de corrida infantil patrocinado por um banco estatal. Estavam lá crianças e seus pais, quem sabe com a intenção de educar seus filhos, incentivando-os ao exercício físico. Muitos, logicamente, estavam mais interessados em camisas, balões e outras bugigangas.

Somado a isto, estava lá também um conjunto de alto-falantes, alimentado por um potente amplificador de áudio, produto da mais alta tecnologia, o que é padrão em qualquer ajuntamento hoje em dia. E isto me preocupa.

Num destes dias, visitando o sítio http://imdb.com, achei interessante o comentário que uma pessoa fez para um filme. Dentro deste comentário, a pessoa dizia que fazia mais de 20 anos que não ia a um cinema. Achava o volume sonoro demasiado alto.

Somando uma coisa com a outra, fico pensando: será que os pais têm ideia do mal que sons intensos podem fazer aos ouvidos de suas crianças?

É uma coisa que me incomoda em muitos lugares. O som hoje em dia está sempre absurdamente alto. Em qualquer encontro, é sempre a mesma coisa. É a causa de eu não mais participar de encontros de motos – pois além deste desconforto, não dá para conversar com os amigos, a não ser aos berros. Deixe também de ir a muito shows. Se vou, uso um protetor auricular, pois caso contrário, me sinto mal depois. Detesto sentir o zumbido que se ouve depois de ficar exposto a sons intensos. Já li mais de uma vez que isto se deve à destruição de células auditivas e zumbido é o ouvido se ajustando à nova situação.

Pelo que dá para entender, a tecnologia dos amplificadores se sofisticou, tornando possível em qualquer lugar a instalação de um amplificador poderoso. E não é raro ver pais que deixam seus filhos bem próximos às caixas de som em eventos supostamente destinados a crianças. Certamente isso não deve fazer bem, pois não imagino tamanha potência sonora na natureza.

Por favor, se você não liga para seus ouvidos ou já está insensível a sons altos, pense duas vezes antes de levar seus filhos a lugares assim. Eu continuarei a usar protetores auriculares todas as vezes que precisar ir a algum evento ou show – rezando para que algum dia estes técnicos de som tenham algum discernimento do mal que estão causando aos outros.

Posted in Geral

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*