Proteção contra a gripe

De saída, devo avisar que não sou médico. No máximo de computadores. Mas leio bastante sobre saúde. Por isso, quero colaborar traduzindo partes de um pequeno guia de como evitar gripes, recheadas de algumas observações minhas. Os detalhes que vêm a seguir funcionam para qualquer gripe. Desde as aviárias até às suínas. Funciona porque eu mesmo há anos não tenho gripes. Mesmo resfriados. Geralmente várias pessoas ao meu redor pegam e eu não. E olha que trabalho em ambiente fechado.

Esse guia está publicado no sítio da Scientific American. Mas ele é uma versão parecida com outra no sítio da CNN, com o título traduzido  “5 mitos sobre a gripe desbancados“. Está lá desde 2007. Também é derivado em certa parte de uma pesquisa feita há anos, década de 90, por japoneses, tentando identificar a forma mais comum de contágio da gripe: mão suja. Infelizmente para esta pesquisa não tenho mais a referência.

Na versão da Scientific American:

1) Não toque seu rosto

Tente manter as mão afastadas da boca e do nariz. Está é a forma principal de entrada do vírus no corpo humano. Vale lembrar que o hábito de se beijar ou mesmo encostar o rosto em quaquer encontro é para lá de perigoso. Até apertos de mãos têm de ser vistos com cautela.

2) Lave suas mãos

Manter as mãos limpas é importante não só para se manter longe da gripe, mas de muitas outras doenças. Não que o vírus entre pelas mãos, mas é que não conseguimos deixar de tocar em nossos rostos o tanto quanto gostaríamos. Eu tenho o hábito de evitar ao máximo corrimãos, maçanetas, todos os lugares em que muita gente põe as mãos. Em banheiros, por exemplo, após lavar minhas mãos, deixo o local com um pedaço de papel para pegar na maçaneta da porta. A maioria dos homens não lava as mãos depois de realizar suas necessidades (não sei o que acontece nos banheiros femininos). Muitos chegam a abrir a torneira, deixar as pontas dos dedos por uns 2 segundos debaixo d’água e pronto. Acho que é para melhor espalhar a sujeira.

3 – Use um higeniezador de mãos

Segundo as dicas do sítio da Scientific American, passar álcool nas mãos e deixar secar naturalmente, entre  10 a 15 segundos, tem a capacidade de destruir os vírus, inativando sua estrutura protéica. É uma saída para quando não temos uma pia com sabão. Aliás, locais públicos, como bares, restaurantes e afins, que não mantêm sabão líquido em seus banheiros, deveriam ser multados. Eu geralmente avalia a qualidade de um local pelo seu banheiro. Se é muito sujo, não fico ou não volto mais. Imagine como não é a cozinha de um lugar desses?

4 – Cubra boca e nariz

Quando alguém espirra ou tosse, gotas de água carregando vírus podem viajar até um metro através do ar e alcançar nariz e boca de outras pessoas. Por isto é bom manter pelo menos um braço de distância de uma pessoa que se esteja conversando que apresente sinais de infecção. E para proteger os outros, cubra sua boa e seu nariz com um lenço, lavando suas mãos em seguida. O vírus pode ficar infeccioso por horas ou mais, agarrado na pele ou em outras superfícies, como teclados e corrimãos. Lembre-se disso quando for a um centro de compras e usar uma escada rolante.

5 – Considere comprar uma máscara, caso precise no futuro

Segundo algumas pesquisas, o uso de máscaras especiais, como as cirúrgicas ou respiratórias, com filtros especificamente projetados que filtram gotas d’água contendo vírus, podem reduzir o contágio em até 80%. No entanto, ainda segundo o pesquisador citado no artigo (Allison Aiello, um epidemologista ligado ao University of Michigan School of Public Health), as máscaras têm pouco efeito, se o hábito de lavar  bem as mãos não for utilizado. Voltamos ao começo…

De qualquer forma, vale lembra de um mito derrubado no site da CNN que eu citei acima: diferença de temperatura não causa gripe ou resfriados, que são causados por vírus. De nada adianta se agasalhar e achar que vai se proteger. A coisa está mais para higiene pessoal do que para qualquer outra coisa qualquer.

Posted in Geral

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*