WII

Eu sempre me interessei por jogos de computador. Desde o  meu primeiro computador, um TK82, eu achava a coisa mais interessante de se fazer nele depois de programar.
Tive também alguns consoles, como o primeiro Telejogo Philco (acho que é o avó de todos os consoles), um Atari, um Mega Drive. E parei.
Tudo que eu jogava era no IBM – PC e depois Mac. Mas nunca fui mesmo fã de jogar em PCs/Macs. Sem contar que o número de teclas necessárias para cada jogo aumentou tanto, que em certo momento achei que seria necessário implantar alguns dedos para dar conta dos novos jogos. Até que…
Até que foi inventado o Wii.
Em lugar de apertar botões, no Wii você mexe na posição do controle e os movimentos são representados no jogo. Por exemplo, para dirigir um carro de corrida, você simplesmente vira o controle como se fosse uma direção. Tem até adaptadores para dar maior realismo ao controle. Se quer acertar a bola num jogo de tenis, usa o controle como se fosse uma raquete. Num jogo de guerra, com o Call of Duty, use o controle para se movimentar. Ainda existem botões, mas além de em menor número, os movimentos dos personagens e objetos na, maioria das vezes, não dependem dos botões ou são complementos.
Não precisa dizer que é necessário amarrar o controle no braço, caso contrário ele pode sair voando. Mas os controles já vêm com fitas para isto. Também é preciso muito cuidado com quem está ao redor. Outro detalhe interessante dele é que em muitos jogos você acaba fazendo um monte de exercício. Por exemplo no caso da luta de box, no tenis.

E tem um outro detalhe intrigante: as mulheres adoram o Wii.

Veja esta propaganda do Wii

One comment on “WII
  1. Madeira… comprei um Wii para mim também!
    No meu TCC estou desenvolvendo um aplicativo que utiliza o Wiimote como interface de entrada. (isso tudo rodando em Linux)

    Quando o semestre inicial eu irei lhe mostrar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*